7 maneiras de se evitar as principais causas de morte

Falar de morte em si, já pode ser um episódio traumático. Quase sempre fugimos do assunto, fingimos esquecer e nos convencemos de que somos imortais. Mas uma coisa é fato: se você nasceu e está lendo isso – e eu espero que você seja uma pessoa de carne e osso literalmente -, você vai morrer. E o pior é que isso pode acontecer a qualquer momento. Pode ser hoje, quando você sair do trabalho, daqui uma semana na casa do seu namorado (a), ou quando estiver bem velinha (o).

Diabetes Tipo 2

Sabe aquela rosquinha bem melecada que você comeu hoje no café da manhã? E aquela coca gelada no almoço? E, provavelmente, aquela barra de chocolate que vai comer no fim do dia? Tudo isso pode estar te matando. A diabetes é a sexta doença que mais mata no mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Se a Tipo 1 é mais rara, pois até hoje não descobriram as causas, a Tipo 2 cresce cada vez mais. Talvez, você devia saber que mudando a alimentação para saudável e começando a praticar exercícios físicos, você pode evitar isso. Diga adeus para a Coca-Cola.

Alzheimer

A única maneira de prevenir a doença de Alzheimer, é não envelhecendo. Acontece que para não envelhecer, você precisa morrer jovem, e isso vai totalmente contra tudo aquilo que estamos defendendo nessa lista. Então, meu querido amigo, aqui nós estamos pisando em ovos. Apesar de não existirem provas concretas, já se notou que quem desenvolve Alzheimer, provavelmente, teve problemas cardiovasculares durante a vida. Então para você diminuir suas chances, tente fazer um bom acompanhamento médico e manter hábitos saudáveis para reduzir os problemas ligados ao coração – os literais pelo menos.

AVC

O AVC é uma das coisas mais temidas pelo ser humano. Ele não tem aviso, simplesmente vem, abre a porta, e simplesmente te destrói. Ele está muito relacionado a genética e idade, ou seja, cada vez mais velho, mais chances de ser atacado pelo mal. Mas sabe como evitar isso? Previna-se de problemas cardiovasculares, que estão extremamente ligados ao AVC. Sabe como você pode fazer isso? Sinto muito, mas novamente vou ter que dizer: largue a Coca-Cola e vá correr.

Acidente de trânsito

Por mais que você coma bem, faça exercícios e diminua seus riscos de diabetes, Alzheimer e AVC, você ainda não está imune aos acidentes de trânsito. Apesar de não ser totalmente inevitável, você pode se prevenir de algumas formas. Sendo bem sincero, não seja estúpido no trânsito. Dirija com cuidado, não use o celular e não beba antes de pegar no volante. Além disso, nada de brigas no trânsito, viu? Se quer enganar a morte, vai precisar fazer isso.

Doenças respiratórias

Por incrível que pareça, se você quer desfrutar da vida por muito mais tempo, vai precisar de ar fresco. Doenças respiratórias são uma das principais causas de morte pelo mundo. Sabe o que causa isso? Poeira, poluição e afins. Na maioria das vezes, não dá para evitar o ar da cidade, mas existe algo que você pode fazer. Pare de fumar ou de ficar perto de quem está fumando.

Câncer

Câncer. Você já percebeu como essa palavra assusta? Se você nunca teve câncer, provavelmente conhece alguém que teve, e até, alguém que morreu por isso. Se você é homem, tem 40% de chances de ter câncer, e se é mulher, 38%. Para diminuir os seus riscos, nunca mais compre cigarro, faça a matrícula na academia, compre mais saladas, use protetor solar, não consuma bebidas alcoólicas, use camisinha e se vacine contra a hepatite B. Essa regras vão diminuir suas chances de ter quase todos os tipos de tumores.

Doenças cardiacas

Por incrível que pareça, a doença que mais mata no mundo são as cardíacas. Se você foi atento, percebeu que problemas cardíacos estavam muito presentes em quase todos os outros tópicos anteriores. Problemas de coração são consequência do cigarro, do álcool, da comida e das horas seguidas que você passa em frente a televisão. Então, essa é a última vez que eu vou falar: pare de comer, beber, fumar e vá correr, comer salada e beber suco de laranja. Tudo bem, uma cerveja ou um vinho de vez em quando não vai lhe matar.

Você sabia que ter dificuldade em levantar da cama pode ser sinal de doença?

O mundo inteiro deve ter certa dificuldade de levantar da cama quando o relógio desperta pela manhã.  É lógico que estou generalizando, até porque conheço pessoas que acordam todos os dias – até nos domingos, sem exceção – às 6 horas da manhã. Digamos que quase todo mundo apela para a opção soneca no despertador ou para a famosa frase “só mais cinco minutinhos”. Mas vamos combinar que aquele clima agradável, o soninho que ainda paira por ali e os cobertores quentinhos não ajudam na hora de se livrar da cama para começar um novo dia.

Apesar de ter certeza que muita gente vai associar esse hábito à preguiça, pode ser que, na verdade, seja algo bem mais grave do que isso. Esse hábito, na verdade, pode ser um transtorno chamado Dysania. O termo é usado para descrever a incapacidade crônica de uma pessoa se levantar da cama. Muito difícil de identificar, ela tem implicações muito mais sérias do que o simples fato de estar se passando por uma crise de “preguicite” aguda.

A Dysania

Também chamada de clinomania, a condição não é reconhecida oficialmente, apesar de ser considerada muito real por quem passa por ela. Ela, na maioria dos casos relatados, aparece acompanhada de outros transtornos mentais, como a depressão e a ansiedade.

As pessoas que sofrem dessa síndrome não são preguiçosas ou querem viver apenas na cama, acontece que elas têm uma atração muito forte pela cama e em ficar deitado. Como se aquilo fosse realmente um vício. Muitas vezes esse transtorno também vem associado com outras doenças do sono. Ele também normalmente é encontrado em pessoas que possuem transtorno de fadiga crônica.

Como saber se tem e como tratar

Se o desejo de estar deitado e sempre prolongar a soneca é tão comum, como fazer para saber se você possui a doença? Simplesmente pelo fato de o transtorno afetar a rotina da pessoa profundamente. O desejo de ficar na cama é tão forte para essas pessoas, que elas podem chegar a passar dias seguidos nela, faltando compromissos sério como o trabalho. E quando elas se levantam para seguir suas vidas normalmente, veem muita dificuldade de realizar essa tarefa. Pense em três palavras que você pode associar com “manhãs”. Se foram palavras como depressão, estresse e sentimento de ser esmagado, provavelmente você pode possuir a doença.

Se você acha que possui Dysania, você precisa procurar um médico imediatamente. Além de conselhos de como lidar com isso, pode ser que você precise tomar medicação.

Um vírus raro e sem cura está se alastrando pela Índia

Os surtos causados por doenças podem ser realmente perigosos para a humanidade e, por isso, devem ser de extrema prioridade. E, recentemente, essa acabou se tornando uma realidade para a população ao sul da Índia. Afinal, o local está passando por uma epidemia que já trouxe pelo menos 9 pessoas a óbito. Se tornando fatal para uma média de 40% a 75% dos infectados no surto. O que tem gerado preocupações.

Leia mais

Terapia genética pode revolucionar o tratamento da depressão

depressão é um problema mundial que atinge diversas pessoas de todas as idades. A doença faz com que grande parte das suas atitudes sejam alteradas, além de fazer com que a pessoa tenha comportamentos destrutivos e negativos para si mesmo. E, infelizmente, o número de pessoas com o problema tem crescido cada vez mais. Para se ter uma ideia da sua dimensão, aproximadamente 5,8% dos brasileiros são afetados por ela, de acordo com dados da OMS.

Leia mais

Os 7 piores distúrbios que o ser humano pode ter

Cuidar da saúde precisa ser uma das prioridades na vida de uma pessoa, não é mesmo? O fato é que todos os dias estamos expostos as mais inofensivas ou fatais doenças. Por esse motivo não devemos vacilar em nenhum momento. O mais aconselhável é que a pessoa faça visitas constantes a um médico.

Leia mais