Youtuber mata namorado ao vivo acidentalmente

youtuber

Ser Youtuber é algo que já virou profissão, acontece que, para atrair bastante público, o pessoal acaba forçando um pouco a barra e fazendo coisas absurdas, como o caso que aconteceu com Monalisa Perez, de 19 anos, e Pedro Ruiz, de 22, que terminou com Pedro morto acidentalmente.

A dupla queria conquistar milhares de inscritos e havia anunciado que pretendia gravar um vídeo extremamente perigoso, após a tentativa de gravação do vídeo, no entanto, a jovem – que estava grávida – foi acusada de homicídio culposo depois que provocou a morte do namorado com um tiro no peito. O crime aconteceu durante uma “pegadinha” que deu errado, de acordo com familiares e autoridades.

Monalisa Perez atirou no peito de Pedro Ruiz com uma pistola Deserte Eagle de calibre .50 enquanto gravavam o episódio com duas câmeras. Pedro, que trabalhava com trilhos de ferrovia, morreu na hora, fora da casa em que os dois viviam. Enquanto o casal gravava o vídeo, a filha de 3 anos deles acompanhava tudo do lado de dentro da casa.

Por volta das 18h30, o departamento de xerife da cidade recebeu uma ligação de emergência da jovem, dizendo que “ela e o namorado estavam gravando um vídeo para o YouTube e ela acidentalmente atirou no peito dele”, segundo os documentos de registro do crime.

Monalisa relatou que Pedro queria fazer um vídeo em que conseguia parar uma bala disparada pela arma com um livro. Antes de atirar, o casal preparou o material de vídeo, que gravou todo o episódio. Segundo o promotor James Brue, Pedro segurava uma enciclopédia de capa dura no momento em que foi baleado pela namorada.

Antes do vídeo, Monalisa postou no Twitter que o casal tinha planos especiais para a próxima gravação. “Eu e Pedro provavelmente vamos filmar o vídeo mais perigoso de todos. É ideia DELE, não MINHA”, escreveu na rede social.

O casal queria ficar famoso na internet, de acordo com familiares. Claudia Ruiz, tia de Pedro, declarou que ele já estava falando sobre fazer essa gravação há um tempo.

“Foi só uma brincadeira que deu errado. Não deveria ter acontecido assim. Não deveria ter acontecido de jeito nenhum”, comentou em entrevista ao Valley News Live. “Ele me falou sobre a ideai e eu disse ‘não faça isso, não faça isso, não faça isso. Por que você vai utilizar uma arma?’”. Diante da pergunta, a resposta de Pedro era bem simples. “Porque nos queremos mais visualizações. Nós queremos ficar famosos.”

O casal postou seu último vídeo no Youtube na segunda-feira, poucas horas antes de gravar o episódio trágico. O vídeo ‘Doing Scary Stunts at the Fair – Part 1’ (Fazendo coisas assustadoras na feira, em tradução livre) foi gravado numa feira com atrações locais que o casal visitou com a filha de apenas três anos de idade.

Ao compartilhar o vídeo em seu perfil no Facebook, Monalisa destacou a preferência por brincadeiras que o namorado tinha. “É claro que Pedro ia ser aquele testando coisas idiotas”, escreveu.

No vídeo, o casal conversa sobre o desejo de ficar famoso e conquistar milhares de seguidores no YouTube. “Imagine quando a gente tiver 300 mil inscritos”, dizia Monalisa durante o vídeo.

Agora, a jovem foi acusada de homicídio culposo em segundo grau, uma condenação que pode levar a uma pena de dez anos na cadeia. Ela foi inicialmente acusada de uso de imprudente de arma de fogo, mas não se sabe se essa acusação foi deixada de lado ou apenas substituída pela de homicídio. Monalisa está em custódia desde o ocorrida, que está sendo investigado pela polícia.

Gabriel

Analista de sistemas que gasta todo o seu tempo disponível em blogs, por ser o que realmente ama. Estarei sempre trazendo as novidades do mundo e disponibilizando na web para todos os usuários assíduos do Samurai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *