7 mistérios que nem a ciência consegue explicar

Desde a antiguidade, o ser humano tenta explicar diversos acontecimentos “milagrosos” que existem no nosso planeta. A grande maioria desses coisas são explicadas cientificamente. Mas ainda existem alguns deles que até mesmo a ciência não sabe como dar esclarecimentos.

Restos de Atlântida

O psíquico americano Edigar Cayce, na década de 1930, afirmou que anos mais tarde em 1968 ou 1969, ruínas da cidade perdida de Atlântida seriam encontradas em Bimini (Bahamas). Em setembro de 1968, foram encontrados ao norte de Bimini, 700 metros de pedra calcária. Alguns cientistas acreditam que estes restos pertenceram a famosa civilização.

Praga da dança

Em 1518, Strasbourg (França), uma mulher chamada Troffea começou a dançar e não parou mais. Depois de uma semana, 34 pessoas começaram a dançar junto com ela. Depois de um mês, já eram centenas de pessoas dançando. Todas essas pessoas dançaram sem parar, e 400 pessoas morreram de cansaço, ataques cardíacos ou derrames. O fenômeno não possui nenhuma explicação satisfatória.

Rio fervente

Um garoto chamado Andrés Ruzo sempre ouvia de seu avô a lenda do rio que fervia seus inimigos em suas águas. Andrés cresceu, se tornou um geólogo, trabalhava como guia e descobriu o rio das lendas de seu avô em 2011. A temperatura da água era cerca de 86°. O fato que intriga cientistas é que o rio fica a 700 km do vulcão mais próximo.

Geoglifos da floresta amazônica

Quando alguns cientistas estavam estudando a paisagem aberta das florestas amazônica, os cientistas notaram numerosos desenhos esculpidos no chão (geoglifos). Foram descobertos 450 geoglifos nas partes do norte do Brasil e Bolívia. A principal teoria diz que essas construções foram criadas para reuniões, discussões e rituais de detenção.

Navio fantasma

Carroll A. Derring era um veleiro comercial americano que se tornou um famoso navio fantasma. Ele foi encontrado em 1921 sem tripulação a bordo. A geladeira estava cheia de comida, o diário de bordo tinha sumido junto de outros pertences pessoais. No final de 1922, a investigação foi interrompida sem qualquer tipo de conclusão oficial.

Homem da chuva

Em 1983, o avô de Don Decker morreu em Stroudsburg, na Pensilvânia. Logo após o funeral, Decker começou a se sentir febril e entrou em transe. No mesmo momento, a água começou a escorrer pelo teto e nas paredes da sala. Não existia tubos que comportassem água nessa parte da casa.

Um amigo de Decker chamou as autoridades. Os oficiais pediram que levassem o garoto para outro local. Assim que os homens deixaram o prédio, a chuva que acontecia no teto da casa parou.

Oceano submarino

Não a muito tempo cientistas descobriram um gigantes reservatório com água a mais de 660 km da superfície terrestre. Foi estimado que o reservatório tenha 2,7 bilhões de anos. Seu volume é maior do que o do Oceano Mundial.

Graças a descoberta, uma nova teoria foi criada. Os oceanos da Terra possivelmente surgiram porque o oceano subterrâneo se expandiu para fora e não vice-versa.

Gabriel

Analista de sistemas que gasta todo o seu tempo disponível em blogs, por ser o que realmente ama. Estarei sempre trazendo as novidades do mundo e disponibilizando na web para todos os usuários assíduos do Samurai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *