7 das mais perigosas doenças infecciosas

As doenças infecciosas são aquelas transmitidas por um agente patogênico, a exemplo de bactérias, vírus ou até mesmo parasitas. Muitas são extremamente perigosas para um ser humano, podendo apresentar altas taxas de mortalidade entre aqueles que contraem. Felizmente, com os vários avanços tecnológicos já foi possível erradicar algumas delas, mas ao mesmo tempo, ainda podemos ser expostos a outras doenças tão graves quanto.

Mas vale lembrar que algumas podem ser evitadas apenas com a vacinação e mantendo a boa higiene. Portanto, tenha sempre cuidado com os alimentos que consome e com os lugares que frequenta, pois não é muito difícil contrair uma grave doença.

Varíola

Acredita-se que a varíola, que provoca lesões cutâneas, tenha surgido há mais de 3 mil anos, entre a Índia e o Egito, em seguida, varrendo continentes pelo mundo. A maioria daqueles que foram infectados ao longo da história, acabaram morrendo. Por outro lado, aqueles que sobreviveram acabaram ficando com alguma sequela, a exemplo de cegueira e  vastas cicatrizes.

Embora seja uma das doenças mais perigosas do mundo, felizmente no ano de 1980, a Organização Mundial da Saúde(OMS) a declarou como erradicada do planeta. Acima, uma imagem registrada no ano de 1975, do cemitério de Bangladesh, onde várias vítimas da doença foram enterradas.

Malária

Segundo a OMS, esta é uma das doenças responsáveis pelo alto índice de mortalidade infantil na África. Também faz parte daquelas que pode ser transmitida por um mosquito infectado e apesar de ser curável, pode provocar efeitos devastadores. O doente pode apresentar febre alta, calafrios e outros sintomas de gripe, antes de avançar para um estágio mais grave. A doença pôde ser erradicada de alguns lugares específicos, apresentando maiores aparições exatamente no continente africano.

Febre tifoide

Esta é uma doença infecciosa provocada pela bactéria Salmonella enterica typhi. Pode ser transmitida a partir do consumo de alimentos contaminados, ou do contato com fezes e urina humana, também contaminados. Os sintomas costumam aparecer dentro de três semanas após o contágio, mas não costumam ser fatais. A taxa de mortalidade neste caso, fica entre os 10 a 30%. O tratamento pode ser feito somente com acompanhamento médico.

Tuberculose

Considerada como “potencialmente fatal”, é provocada pela bactéria chamada Mycobacterium tuberculosis. A principal marca da doença é o ataque aos pulmões, que provoca intensas tosses, que por sinal, podem vir acompanhadas de sangue. Sua transmissão pode ser feita de pessoa para pessoa, visto que o doente expele pequenas gotas com o agente infeccioso ao tossir e espirrar, por exemplo, podendo ser aspiradas por quem estiver por perto. O tabagismo, alcoolismo, ou tantos outros fatores que interferem na resistência do organismo, podem deixar a pessoa mais disposta à doença.

Cólera

A cólera é capaz de provocar agudas diarreias e caso não seja tratada logo, pode levar o indivíduo à morte dentro de pouco tempo. Pode ser contraída assim que a pessoa entra em contato com água ou alimentos infectados pela bactéria Vibrio cholerae. Apenas à título de curiosidade, durante o século 10 a doença se espalhou pela Índia, provocando seis pandemias. Segundo a OMS, milhares de pessoas acabaram morrendo durante o período. Felizmente, graças ao saneamento básico, esta é uma das doenças que não costumamos ver tão facilmente nos dias de hoje.

Pneumonia

Existem outras doenças bem mais perigosas. No entanto, para crianças menores de 5 anos e idosos acima de 65, ela pode ter efeitos ainda mais perversos. Trata-se de uma infecção que afeta os pulmões, deixando-os cheios de líquido. Pode ser provocada por vírus, bactérias, ou fungos. Os sintomas incluem febre e fortes dores pelo corpo, principalmente pelo tórax.

Ebola

A doença tem o poder de se espalhar de forma extremamente rápida, fazendo com que o sistema imunológico não tenha tempo de resposta. Ocasiona febre, dores musculares, dores de cabeça, fraqueza, vômitos, diarreias, dentre outros sintomas. Em estágio avançado, a pessoa doente também começa a sangrar pela boca e nariz. A taxa de mortalidade está entre os 50 a 89%, sendo completamente devastadora.

Gabriel

Analista de sistemas que gasta todo o seu tempo disponível em blogs, por ser o que realmente ama. Estarei sempre trazendo as novidades do mundo e disponibilizando na web para todos os usuários assíduos do Samurai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *