5 famílias famosas que sofreram com terríveis maldições

Vivemos lidando com notícias que parecem ter saído dos filmes de terror ou ficção. Nos surpreendemos com casos de serial killers, de exorcismo e assassinatos brutais que aconteceram na realidade. Um dos assuntos que mais chamam a atenção e causam medo são as maldições. Em diversas séries, podemos ver casos de famílias que sofrem de uma maldição passada através dos anos. Jamais imaginamos que isso possa existir na vida real. Na verdade, não esperamos que isso de fato aconteça, mas, infelizmente, isso aconteceu realmente com as seguintes famílias.

Maldição da família Grimaldi

A história de maldição da família que domina Mônaco pode ser atribuída a dois de seus antepassados. Primeiramente, Francesco Grimaldi. que começou a trabalhar com sua família na pequena cidade após uma guerra. Ele se vestiu como um monge para fugir do cerco e conseguiu passar pela fortaleza que o separava dos seus rivais. Assim, ele caiu sobre uma maldição. Outro antepassado foi o Príncipe Rainer I, que estuprou uma jovem da época e, como vingança, ela se tornou uma bruxa e proclamou que nunca um Grimaldi encontraria a verdadeira felicidade.

A maldição se mostrou real quando a esposa do príncipe Rainier III, atriz americana Grace Kelly, morreu em um acidente de carro. A filha mais velha, princesa Carolina, se divorciou do seu primeiro marido e se tornou viúva do segundo marido. A irmã mais nova, princesa Stephanie, passou por momentos difíceis envolvendo homens. Isso incluiu um romance com seu guarda-costas, um treinador de elefantes e um acrobata de circo, tendo três filhos fora do casamento.

A maldição da família  Kennedy

Essa é bastante comentada e ganhou mais destaque após o suicídio da esposa de Robert F. Kennedy Jr, no ano de 2012. Esse caso reviveu as histórias sobre uma maldição infame que assombra a família Kennedy há vários anos e levantou a questão: Quando começou isso tudo? Estima-se que a maldição começou com o bisavô, Thomas Fitzgerald. No ano de 1842, ele descobriu um baú cheio de moedas de ouro em uma pequena vila irlandesa. Tudo indicava que essas moedas foram amaldiçoadas.

A aldeia que o acolheu foi totalmente destruída. Fitzgerald fugiu com o seu novo tesouro para Boston, onde usou para começar uma nova vida e seu próprio negócio. Outra origem envolve o pai de JFK, Joseph, que teve uma infeliz passagem com alguns judeus. Afirma-se que ele pediu a um rabino que ele mandasse seus alunos pararem de orar durante uma viagem de navio. Com raiva, o rabino o amaldiçoou e disse que seus descendentes sofreriam com um grande infortúnio. Outro caso diz que um pai judeu jogou a maldição nele por se recusar a ajudar seus filhos a fugirem de um campo de concentração.

A maldição do Dragão

Esse caso cerca as mortes da lenda de artes marciais Bruce Lee e seu filho, Brandon. Esses casos geraram uma série de teorias de conspiração que jamais morrerão. Além das teorias sobre os mestres da Mafia Chinesa conspirando para matar os dois, temos a premissa mais assustadora de que Bruce e seu filho foram vítimas de uma maldição que o pai de Bruce, Lee Hoi Chuen, carregava.

Conforme a história, um dia, Lee Hoi Chuen irritou um grupo de comerciantes chineses. Eles jogaram uma maldição sobre ele, amaldiçoando todos os homens da sua família, dizendo que morreriam jovens. Acreditando nisso, o Lee mais velho e sua esposa levaram isso muito a sério. Após a morte de seu primogênito, sempre dirigiam-se a Bruce com o nome feminino de Sai Fon em casa, para que assim confundissem os espíritos malignos. Infelizmente isso não deu certo.

A maldição da família real nepalesa

No ano de 2001, o mundo inteiro ficou assustado quando o príncipe herdeiro do Nepal disparou e matou seu pai, mãe e outros sete membros da família real. Ele também se matou. Afirma-se que ele estava perturbado pela família não aceitar sua noiva. Antes do massacre, ele havia bebido muito. O seu tio, Gyanendra, tornou-se rei e governou por vários anos em um período marcado por turbulências e conflitos, antes que o sistema de monarquia fosse abolido em favor de uma república.

A maldição de Coburg-Kohary

Embora todos saibam que muitas famílias reais europeias sofreram com doenças hereditárias como a hemofilia, uma delas atribuiu sua má sorte a uma maldição colocada por um monge. O monge, de acordo com a história, era um Kohary que foi deixado fora da herança familiar. Uma de suas parentes se casou com Ferdinand Coburg. O pai da noiva gostou tanto disso que deixou toda a herança pro casal. Isso enfureceu o monge, que jogou uma maldição neles. Muitos membros da linha Coburg-Kohary sofreram de infortúnio. Muitos morreram prematuramente, devido a hemofilia e diversas outras doenças. A maldição ainda diminuiu a força mental de todos.

Gabriel

Analista de sistemas que gasta todo o seu tempo disponível em blogs, por ser o que realmente ama. Estarei sempre trazendo as novidades do mundo e disponibilizando na web para todos os usuários assíduos do Samurai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *