Estudo indica que o ser humano quase causou a própria extinção há 7 mil anos

O ser humano é famoso por destruir cada vez mais a natureza e tudo que a compõem. Animais e plantas desaparecem constantemente do mundo. Graças aos estudos envolvendo genética, os cientistas puderam descobrir vários segredos enterrados. As origens dos nossos ancestrais vieram a tona, mas uma coisa chamou mais atenção. Há 7.000 anos, o próprio homem quase conseguiu exterminar toda sua raça.

Há um indicador genético chamado “gargalo do cromossomo neolítico Y”. Esse é um ponto em nossa era da idade da pedra quando nossa diversidade genética sufocou de repente. Isso pelo menos entre os genes transmitidos por homens. Após um período de pelo menos 2 mil anos de declínio, existia apenas um homem que era fértil para acasalar para pelo menos 17 mulheres. Esse foi um evento registrado nas linhagens que foram reveladas ao mundo.

Anteriormente, estudiosos acreditavam que isso poderia estar ligado à forma como nossos ancestrais exploraram novas terras. Deram o nome disso de “efeito fundador”. Esse efeito diz respeito aos pequenos grupos de indivíduos que se movem para estabelecer novos assentamentos. Um estudo publicado na revista científica Nature apresentou uma proposta mais brutal. Os homens mataram a maioria dos seus pares.

Estima-se que a Europa, Ásia, África e Oriente Médio tenham sofrido com a carnificina entre 5 e 7 mil anos atrás. Quando um homem repassava o cromossomo Y durante o ato sexual, famílias inteiras podiam ser exterminadas. Na época, a população humana tinha cerca de 20 milhões de pessoas. Estima-se ainda que pelo menos 9,5 milhões de homens morreram no período. A Universidade de Stanford agrega isso a competição entre grupos.

De acordo com os dados de pesquisas, o massacre foi tão intenso que apenas um vigésimo de toda a população masculina sobreviveu. Isso persistiu por gerações e os primeiros sinais de civilização surgiram das cinzas.

Gabriel

Analista de sistemas que gasta todo o seu tempo disponível em blogs, por ser o que realmente ama. Estarei sempre trazendo as novidades do mundo e disponibilizando na web para todos os usuários assíduos do Samurai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *