7 coisas pequenas que possuem significados inimagináveis

Ao longo da história muitos objetos já foram desenvolvidos para facilitar nossa vida, não é mesmo? Já imaginou como era viver no século passado? Embora possamos ler a respeito, nunca teremos a oportunidade de experimentar viver naquela época. Viver sem internet, celulares, computadores… Tudo pode parecer um pesadelo mas acredite, algumas coisas bem mais simples seriam as que mais fariam falta.

Em nosso dia a dia costumamos usar uma enorme quantidade de objetos para simplificar as coisas, mas nem sempre sabemos sobre todas as suas funções. Depois que descobrimos, parece que um mundo desconhecido nos é apresentado, visto que aquele item pode ser ainda mais útil do que havíamos imaginado.

Plástico nas tampinhas de garrafa

Você já parou pra analisar uma tampinha de garrafa? Ok, talvez ninguém tenha tanto tempo disponível assim pra reparar isso. A questão é que todas elas possuem um tab, uma espécie de pecinha de plástico que fica presa ao fundo delas. Muita gente fica brincando com aquilo e tentando tirar, mas que você provavelmente nunca imaginou, é que eles tenham realmente um significado. Se não fosse por isso, o gás das bebidas simplesmente evaporaria.

Aquele furinho nos cadeados

Talvez este você já tenha percebido. Os cadeados costumam vir com um pequeno orifício, bem perto de onde fica a parte em que a chave será encaixada. Mas para que aquilo serviria? Na verdade, possui várias utilidades. Protege contra o acúmulo de umidade, visto que escorre a água. Caso o cadeado fique muito “duro” ou difícil de fechar, você também pode pingar cerca de duas gotas de óleo próprio pelo furo, o mecanismo voltará a funcionar normalmente.

Furos e dentes no fim de uma fita métrica

Essa faz parte de uma das coisas que vemos, mas não percebemos de fato. Se este não for o seu caso, já imaginou para que serviriam esses dentes e o furo? Não são todas, mas muitas fitas métricas apresentam essas características. Com o furo, você poderia simplesmente colocar o prego ali, sem tirar a fita… Poderia facilitar a vida de muita gente. Já os dentes, servem para marcar o local, sem que você precise da ajuda de um lápis para isso. Bastaria arrastá-los no material, mas é claro que isso também depende do que você está medindo.

Relevos no teclado

Pode ser que esse segredo você já conheça, mas vamos pensar naqueles que ainda não sabem disso, que por sinal, são muitos. Já imaginou para que servem aqueles relevos nas teclas F e  J? Servem apenas como forma de orientação para aqueles que escrevem sem olhar para o teclado. Eles auxiliam na hora de posicionar os dedos corretamente sobre as teclas.

Furos em palitos de pirulito

Já percebeu que os palitos de pirulito sempre vem acompanhados de um furo? E já imaginou qual seria a utilidade disso? Bom, como nada nessa vida é por acaso, vamos lá. O furinho serve para fixar o doce na haste, enquanto ainda está em forma líquida, até que endureça. Uma teoria que ronda a internet, é que ele também pode ajudar em casos de engasgo. O orifício poderia servir como uma passagem de ar em situações como essa.

O relevo nos discos de algodão

Esse é um produto mais comum no universo feminino. Sabe aqueles discos de algodão, que geralmente são destinados para o uso aliado ao processo da maquiagem? Provavelmente você já reparou que eles possuem um lado mais liso, enquanto outro apresenta um leve relevo. Já imaginou qual seria a finalidade de cada lado? Poucas se preocupam com isso, e, no fim das contas, tanto faz mesmo. A questão é que o lado em relevo é destinado para a aplicação da maquiagem, enquanto o liso serve para limpar o rosto.

Diferentes formas no grampeador

Com certeza você já percebeu que é possível girar aquela pequena plataforma na parte inferior de um grampeador. Ela apresenta duas opções, uma que serve para fechar o grampo e grampear as folhas da forma com conhecemos e uma outra opção. Mas você já imaginou para que serviria de fato, a segundo opção? Muita gente passa a vida inteira sem saber disso.

Sabe quando você precisa juntar algumas folhas, mas pouco tempo depois elas precisarão ser separadas novamente? Por exemplo, você grampeou alguns documentos para facilitar a vida, mas em seguida precisará tirar os grampos para fazer uma cópia. Então, o grampo aberto seria a opção certa. Ele é conveniente para quando queremos juntar algumas folhas de forma temporária.

Gabriel

Analista de sistemas que gasta todo o seu tempo disponível em blogs, por ser o que realmente ama. Estarei sempre trazendo as novidades do mundo e disponibilizando na web para todos os usuários assíduos do Samurai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *