9 métodos bizarros para se contrabandear itens para dentro de presídios

contrabandear

Dizem que os bandidos não são espertos, mas, pelo post de hoje, você verá que são mais espertos do que você pensa! Isso porque quando a necessidade chama, eles são capazes de criar os meios mais surpreendentes – e bizarros – para se contrabandear diversos itens para dentro de presídios.

Livro de colorir e drogas

A questão aqui é que uma mãe transformou drogas em um tipo de pasta e “coloriu” o livro como se fosse uma criança e encaminhou para o seu marido que estava preso como se fosse seu filho.

Gatos

Em 2012, aqui no Brasil, os guardas encontraram um gato “faz-tudo”, isso porque ele tinha serras, furadeiras, cartões de memória, celulares e carregadores amarrados ao seu corpo. Ele havia sido treinado desde pequeno para contrabandear itens para dentro e fora do presídio.

Arco e flecha

Acople um celular à flecha e pronto! Adivinha onde? Na Rússia!

Baratas

Dois prisioneiros em uma solitária junto de uma barata e um buraco na parede. Nada a fazer a não ser treinar a barata! E o pior é que conseguiram fazer com ela transportasse cigarros! Quando descobriu, o guarda até os removeu da solitária, de tão impressionado.

Batatas com haxixe

Sem comentários.

Cereais matinais

Que vinham com um celular de surpresa!

Pombo-correio

Mais uma do Brasil para contrabandear celulares!

Bananas com heroína

O caso ocorreu em Malta.

Relógio

Dar um relógio a um preso? Até aí nenhum problema, a não ser pelo fato de que ele também fazia ligações

 

Gabriel

Analista de sistemas que gasta todo o seu tempo disponível em blogs, por ser o que realmente ama. Estarei sempre trazendo as novidades do mundo e disponibilizando na web para todos os usuários assíduos do Samurai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *