6 fatos macabros sobre Cristóvão Colombo que nunca te ensinaram

Durante a nossa vida escolar, aprendemos diversas coisas sobre o nosso passado e como elas influenciaram nos dias de hoje. Falar de história, aprendizado como um todo e homens que marcaram determinado tempo sem se lembrar de Cristóvão Colombo é algo impossível.

Todos nós sabemos que Colombo foi um grande navegador e explorador italiano responsável por liderar a frota que alcançou o continente americano. Provavelmente você não saiba, mas Cristóvão não era exatamente um grande homem, ou melhor, um bom homem. Visto por muitas pessoas de sua época como um monstro, o navegador amedrontou muitos com suas maldades ao extremo e isso tem chocado quem só ouviu falar depois de estudar sobre ele, ou sobre as coisas boas que o mesmo realizou.

A maior parte de sua história é tão brutal que não pode ser exposta em livros de histórias por causa do bom gosto. O verdadeiro Colombo estava muito longe de ser uma pessoa amigável. Sendo assim, a redação da Fatos Desconhecidos resolveu buscar pelas verdades envolvendo Cristóvão que você provavelmente nunca tenha lido. Trouxemos o resultado assustador para vocês, caros leitores e esperamos que todos gostem dessa matéria criada para agradar a todos que se interessam pelo assunto. Sem mais delongas, confiram conosco os fatos monstruosos sobre Cristóvão Colombo que provavelmente você não tenha aprendido na escola.

Ele cortou as mãos dos nativos que não lhe deram muito ouro

Vários nativos foram capturados por ele e feitos de escravos. Colombo mandou alguns para o Haiti onde acreditava ter muito ouro e vários deles morreram durante a viagem. Os que retornaram com uma boa quantidade de ouro, receberam uma marcação no pescoço como sinal de que deveria viver. Os que não estivessem usando isso teriam suas mãos cortadas. Não era um tipo de amputação, pois as feridas não eram tratadas e as vítimas eram deixadas para sangrar até a morte. Não existia tanto ouro no Haiti, o que tornava quase impossível trazer o que Colombo exigia. A maioria deles que viam que não conseguiriam isso tentavam fugir, mas os espanhóis os caçavam com cachorros e matavam ali mesmo.

Testava suas armas matando

“Meus olhos viram esses atos tão estranhos à natureza humana e agora eu tremo enquanto escrevo”. Assim mandou Bartolomé de las Casas, um padre que se juntou a Colombo no Novo Mundo, em uma carta para Portugal. Ele afirmava que os homens de Cristóvão cortavam partes dos nativos para testar suas lâminas. Ele ainda disse que os homens faziam apostas de quem cortaria um nativo em duas partes primeiro ou qual conseguiria cortar uma cabeça de uma vez só.

Mutilou seus próprios homens

Colombo não parou de torturar os nativos e também começou a torturar seus próprios aliados. Enquanto ele permaneceu no Novo Mundo, a comida ficou escassa e ele começou a morrer de fome, junto com seus homens. Ele então estabeleceu algumas regras e uma delas era matar enforcado quem ousasse roubar pão. Quando um garoto roubou um peixe que estava fora da rede de outro, Colombo mandou cortas as mãos do garoto. Outro menino foi visto roubando milho, Colombo mandou arrancar suas orelhas e nariz, o chicoteou e em seguida o vendeu para a escravidão.

Punição para as mulheres

Quando uma mulher espanhola irritava Colombo, ele não mandava cortar suas mãos ou chicoteá-la. Ele certificava de que ela estava sendo humilhada corretamente. Ele a mandava ficar nua e a colocava para desfilar pela cidade montada em uma mula. O primeiro caso foi contra uma que ele acusou de estar mentindo sobre gravidez. Ele a levou para a cidade nua em cima de uma montaria, em seguida cortou sua língua.

Prostituição infantil

A lista de coisas ruins feitas por Colombo não acabou. Em certa época, o navegante resolveu fazer escravas sexuais com fins lucrativos. Sendo assim, ele começou a oferecer crianças de 9 e 10 anos. Um homem chamado Michele de Cuneo escreveu em uma carta que Cristóvão havia lhe dado uma jovem para servir de escrava sexual. Ele afirma que não queria nada com a garota, mas foi forçado a ficar com ela.

Mentiu afirmando que foi o primeiro a avistar as terras

Antes mesmo de colocar os pés no Novo Mundo, Colombo já estava arruinando a vida de algumas pessoas. Antes mesmo de ele avistar as terras, um de seus navegantes, Rodrigo de Triaga captou o primeiro vislumbre de terras no horizonte. Quando eles avisaram a Espanha, Colombo interveio e disse que ele quem havia notado uma luz. Ele ficou com os créditos e ganhou muito por isso, deixando o verdadeiro descobridor sem nada.

Gabriel

Analista de sistemas que gasta todo o seu tempo disponível em blogs, por ser o que realmente ama. Estarei sempre trazendo as novidades do mundo e disponibilizando na web para todos os usuários assíduos do Samurai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *